You are currently browsing the tag archive for the ‘Brtieny Spears’ tag.

Capa do CD: Speak NowO novo CD de Taylor Swift foi lançado oficialmente no dia 25 de Outubro e é, sem dúvida alguma,

um dos melhores lançamentos musicais do ano.

Intitulado como: Speak Now (ou, em português, Fale Agora), o CD é um diário onde Swift

escreveu, segunda ela, várias coisas que devia ter dito, mas não disse. Taylor também revelou

que “cada canção é uma confissão diferente para uma pessoa”.

Por causa desta declaração há boatos de que o segundo single Back To December foi escrito para o ator e modelo, Taylor Lautner — ex-namorado da cantora. A música é em tom de arrependimento

e diz que ela não valorizou o amor de certo garoto. De Volta a Dezembro — tradução livre para o português — é um pedido de desculpas, onde Swift admite não ter valorizado o amor de alguém. Supostamente, Taylor Lautner. [E como comentário pessoal a autora do blog gostaria de acrescentar que ficou revoltada pelo termino do casal mais fofo desde lembrança]

Capa do CD: Speak Now

Taylor escreveu todas as canções do álbum sozinha e diz que vinha trabalhando no CD desde seu trabalho anterior Fearless. [e como outro comentário pessoal gostaria de acrescentar que esse é CD é ótimo]. O álbum estreou na primeira posição da Billboard 200, com a venda de 1.047.000

cópias, sendo a maior venda em uma semana desde The Massacre, de 50 Cent, em março de 2005. Também foi a maior venda em uma semana de uma mulher desde o Oops!… I Did It Again, de Britney Spears.

Primeiro clipe lançado é Mine.

Letra e Tradução (.txt)

Minha Crítica:

“Taylor Swift não faz apenas canções, ela conta histórias musicais. E suas histórias musicais são incríveis de se ouvir; de amores perdidos e revanches por atos e palavras impensados dos outros. O ritmo country é agradável e gostoso de se ouvir” Kezia de oliveira

Vale à pena conferir…

Brilho de Uma paixão

Brilho de Uma PaixãoEm 1819, o poeta John Keats inicia um romance com Fanny Brawne. O relacionamento dura apenas três anos, sendo subitamente interrompido pela morte prematura de Keats, aos 25 anos. Uma história de amor real, narrada sob o ponto de vista da jovem Fanny.

“O filme mais romântico e poético que vi nos últimos tempos. No entanto, não recomendo para quem não gostar do gênero. Para quem gosta vai achar fascinante e vai, sem dúvida, se debulhar em lágrimas no final. Para quem não gosta do gênero vai achar nauseante e muito entediante. Também deve se dar destaque para a ousada vestimenta apresentada e para o charme de Ben Whishaw como John Keats” Kezia de oliveira

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1

Harry PotterComeça com Harry Ron e Hermione em uma perigosa missão para encontrar e destruir o segredo da imortalidade e destruição de Voldemort as Horcruxes.Sozinhos sem seus mentores ou a proteção de Dumbledore os três amigos agora dependem um dos outros mais do que nunca.

“Depois de tantas reclamações com os cortes de fatos importantíssimos dos filmes anteriores de HP agora eu baixo a lei: ai do pottermaníaco que reclamar. Foi o melhor filme da saga até agora e antes, que eles cortavam quase 80% do livro, este filme foi o mais completo, tendo até cenas adicionais que no livro foram apenas citadas. Também pegou muito mais a essência cômica e sombria do livro. O diretor também usou e abusou dos efeitos fotográficos, dando efeitos diferentes e novos para os fãs.” Kezia de Oliveira

Os 13 porquês

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker – uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

“Surpreendentemente realista, intrigante e misterioso. Neste romance Jay Asher

vai te grudar nas páginas e te chocar e comover e profundamente no fim. É extremamente perturbador; fazendo você pensar em cada ação, cada palavra, que você tem para com o próximo.”

O novo CD de Taylor Swift foi lançado oficialmente no dia 25 de Outubro e é, sem dúvida alguma,

um dos melhores lançamentos musicais do ano.

Intitulado como: Speak Now (ou, em português, Fale Agora), o CD é um diário onde Swift

escreveu, segunda ela, várias coisas que devia ter dito, mas não disse. Taylor também revelou

que “cada canção é uma confissão diferente para uma pessoa”.

Por causa desta declaração há boatos de que o segundo single Back To December foi escrito para o

ator e modelo, Taylor Lautner — ex-namorado da cantora. A música é em tom de arrependimento

e diz que ela não valorizou o amor de certo garoto. De Volta a Dezembro — tradução livre para

o português — é um pedido de desculpas, onde Swift admite não ter valorizado o amor de

alguém. Supostamente, Taylor Lautner. [E como comentário pessoal a autora do blog gostaria de

acrescentar que ficou revoltada pelo termino do casal mais fofo desde lembrança]

Taylor escreveu todas as canções do álbum sozinha e diz que vinha trabalhando no CD desde seu

trabalho anterior Fearless. [e como outro comentário pessoal gostaria de acrescentar que esse é

CD é ótimo]. O álbum estreou na primeira posição da Billboard 200, com a venda de 1.047.000

cópias, sendo a maior venda em uma semana desde The Massacre, de 50 Cent, em março de

2005. Também foi a maior venda em uma semana de uma mulher desde o Oops!… I Did It Again,

de Britney Spears [comentário pessoal: o que é um grande feito para uma cantora tão jovem e que

conseguiu popularizar ainda mais o country, música popular norte-americana antes considerada

músicas de bar de interior], em 2000, e de um álbum country desde 1991, pelo Double Live, de

Garth Brooks.

Primeiro clipe do lançado é Mine.

CLIPE AQUI

Download HQ – Letra e Tradução (.txt)

Minha Crítica:

“Taylor Swift não faz apenas canções, ela conta histórias musicais. E suas histórias musicais são

incríveis de se ouvir; de amores perdidos e revanches por atos e palavras impensados dos outros. O

ritmo country é agradável e gostoso de se ouvir”

Vale à pena conferir…

Brilho de Uma paixão

“O filme mais romântico e poético que vi nos últimos tempos. No entanto,

não recomendo para quem não gostar do gênero. Para quem gosta vai achar

fascinante e vai, sem dúvida, se debulhar em lágrimas no final. Para quem não

gosta do gênero vai achar nauseante e muito entediante. Também deve se

dar destaque para a ousada vestimenta apresentada e para o charme de Ben

Whishaw com John Keats”

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1

Minha Crítica:

“Depois de tantas reclamações com os cortes de fatos importantíssimos dos filmes

anteriores de HP agora eu baixo a lei: ai do pottermaníaco que reclamar. Foi o

melhor filme da saga até agora e antes, que eles cortavam quase 80% do livro,

este filme foi o mais completo, tendo até cenas adicionais que no livro foram

apenas citadas. Também pegou muito mais a essência cômica e sombria do livro.

O diretor também usou e abusou dos efeitos fotográficos, dando efeitos diferentes

e novos para os fãs.”

Os 13 porquêsOs 13 porquesAo voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker – uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

“Surpreendentemente realista, intrigante e misterioso. Neste romance Jay Asher

vai te grudar nas páginas e te chocar e comover e profundamente no fim. É

extremamente perturbador que vai fazer você pensar em cada ação, cada palavra,

que você tem para com o próximo.”

Anúncios